Curta a nossa página
 
21/06/2020 às 21h32 Redação Você está aqui: Home / Bahia Imprimir postagem

PGP sobre empreendedorismo tem debate repleto de propostas para crescimento econômico de Camaçari

O encontro do Programa de Governo Participativo (PGP), realizado nesta sexta-feira (10/09), contou com a participação de comerciantes, empresários e empreendedores do município. O empreendedorismo e o fortalecimento do comércio foram pontos recorrentes do debate.

A pré-candidata a prefeita pelo PT, Ivoneide Caetano, que tem afinidade com o tema, pois trabalhou na área na juventude, compartilhou sua experiência. Ela disse que Camaçari pode ser transformada em uma cidade empreendedora.

“Nossa cidade tem uma vocação empreendedora muito forte. Eu sou exemplo disso. Cheguei em Camaçari com 16 anos de idade, sempre gostei de empreendeder e realizar sonhos, porque empreender é realizar sonhos”, contou.

Muita conhecida em Camaçari, empresária Vilma Martins compartilhou um pouco da sua história e também falou o que espera do futuro.

“O comércio de Camaçari está na UTI. O próximo governo terá que recuperar, modernizar o nosso comercio, até mesmo por conta de questões estruturais. Não foi feito um plano de emergência, não foi feito um planejamento, não há um enfrentamento organizado da crise no que diz respeito às políticas de apoio ao empreendedor. Estamos vendo o resultado disso agora”, disse.

De Barra do Pojuca, o empresário Sandro Sena mostrou como explorar os diversos segmentos de Camaçari. “Vamos supor que o polo feche, Camaçari tem a sorte de ser um município rico, turismo, pesca e agricultura. Temos municípios vizinhos aqui que não tem metade do que temos e sabem explorar. Só precisamos de alguém que aposte nisso para que o desenvolvimento chegue”, avaliou.

Representando Arembepe, Ajax (DE QUÊ) expôs propostas para movimentar o turismo local. “A orla de Camaçari é um atrativo turístico, o que precisamos é capacitar as pessoas, montar um plano para as diversas áreas do turismo. Outro vetor de crescimento em nosso município é a pesca. Sabemos que o turismo e a pesca sustenta alguns países. Então, chegaremos em outro nível de desenvolvimento”, exemplificou.

O vice-presidente do PT nacional e ex-prefeito de Maricá (RJ), Washington Quaquá, fez uma participação para compartilhar experiências de sucesso voltadas ao empreendedorismo. Uma delas foi a moeda social chamada de Mumbuca, que foi a primeira Moeda Social com cartão de débito do Brasil, implantada em dezembro de 2013.

 

“Aqui, em Maricá, famílias que recebem até três salários mínimos, recebiam 130 mumbucas por mês. Agora, na pandemia, aumentou um pouco mais o valor, para garantir que as pessoas fiquem em casa. O mumbuca sozinho gera aproximadamente R$ 7 milhões por mês na economia local. O prefeito que me sucedeu manteve o projeto e hoje temos no município variados estabelecimentos comerciais credenciados. Com a pandemia, o número de comerciantes que aceitam a moeda local também aumentou”, exemplificou.

É possível saber mais e mandar sobre empreendedorismo, emprego e renda no www.pgpcamacari.com.

 
 
 

  Tags:

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.