Curta a nossa página
 
10/01/2022 às 17h09 Redação Você está aqui: Home / Educação Imprimir postagem

Prefeito Elinaldo conhece o PEV e acompanha etapa do projeto nesta segunda (10)

Acompanhado da secretária da Educação, Neurilene Martins, o prefeito Elinaldo Araújo participou, na manhã desta segunda-feira (10/1), do início da 3ª fase do Projeto Escola de Verão (PEV) – Alfabetização Continuada: Ler o mundo para escrever a vida, na Escola Municipal Joana Angélica, localizada no bairro Mangueiral.

A etapa consiste na operacionalização do projeto com os alunos do Ensino Fundamental – Anos Iniciais. A iniciativa, desenvolvida pela Secretaria da Educação (Seduc), traz a oportunidade de recuperação e recomposição das aprendizagens para os não alfabetizados, tendo como mote a diversidade didático-pedagógica dos processos de alfabetização. Serão atividades desenvolvidas de modo 100% presencial, onde o aluno não receberá tarefa de casa.

Na oportunidade, o prefeito conheceu detalhadamente o projeto no que envolve o amparo legal, objetivo geral, metodologia, fases de execução, ações estratégicas, cronograma de execução, resultados esperados, organização das escolas polo na sede e costa do município, os números que serão alcançados, dentre outras informações. O projeto foi apresentado ainda ao presidente da Comissão Permanentes de Educação da Câmara Municipal, o vereador Jamesson Silva.  

Encantado com o projeto inovador desenvolvido pela Seduc, o prefeito Elinaldo destacou a importância da recomposição de aprendizagens para os estudantes mais afetados pelas restrições impostas pela pandemia à educação. “O que queremos é diminuir as desigualdades oferecendo novas oportunidades de aprendizagem aos que mais precisam”, ressaltou o gestor ao dizer ainda que está muito satisfeito com o trabalho da pasta. “Não pouparei investimentos para que tudo seja feito com muita dedicação e qualidade. Desta forma, a entrega do vale merenda, a oferta de merenda na escola, o transporte e a oferta de material didático específico estão garantidos enquanto o projeto estiver acontecendo”, completou.

O PEV tem como foco ampliar as habilidades voltadas para as competências de leitura e escrita de estudantes, por meio de atividades ludopedagógicas. Durante o período, serão realizadas atividades didático-pedagógicas, como rodas de conversas com foco na oralidade; oficinas de leitura, escrita, desenho, pintura, jogos, corporeidade e lazer; atividades de campo, incluindo visitas a espaços públicos reconhecendo estes como locais de aprendizagens; atividades esportivas, culturais, de educação ambiental, cuidados com a saúde; atividades de natureza socioemocional; e de verificação das aprendizagens.

A secretária Neurilene Martins falou que o projeto é do tamanho do sonho de todas as famílias que desejam que seus filhos aprendam mais e melhor. “Enquanto uma parte dos alunos da rede estão de férias, a Seduc está oportunizando que os estudantes que irão cursar o 4º ano no ano letivo 2022 tenham mais oportunidade de aprender, sobretudo, porque sabemos que é preciso dar respostas diferenciadas para superar os efeitos da pandemia na educação e em Camaçari a forma que encontramos foi implementar o Projeto Escola de Verão”, salientou.
 
Com a oferta de aulas até o dia 28 de janeiro, os encontros acontecem de segunda a quinta-feira e ocorrem em 11 escolas polo, abrangendo 31 unidades da sede e 23 da costa. Serão 62 turmas que contemplarão 600 alunos.

A vice-diretora da Escola Municipal Joana Angélica, Fabiana Silva, informou que a unidade escolar, por ser uma escola polo, está recebendo 50 estudantes de outras nove escolas da sede. “Estamos muito animados com a realização desse projeto. Nos preparamos para receber os alunos e professores da melhor forma possível para que os trabalhos sejam desempenhados conforme previsto pela Seduc”. Os diretores dessas nove escolas estiveram presentes no encontro.

Para o aluno Davi Borges, 9 anos, as aulas de recomposição estão sendo bem legais. “Mesmo de férias eu estou adorando participar desse momento. Além da gente aprender mais, acaba se tornando uma diversão e é melhor do que ficar preso dentro de casa.”

Antecedendo à etapa de operacionalização do projeto com os alunos, aconteceram ações de mobilização junto aos gestores e vice-gestores das escolas, famílias de estudantes e comunidades locais, através de reuniões virtuais e presenciais, além de encontros de formação continuada em contexto de trabalho com os técnicos de Diretoria Pedagógica (DIPE) e os professores envolvidos no projeto.

Dentro da programação do PEV, ainda serão realizados acompanhamentos pedagógicos nas escolas polo, avaliação dos percursos pedagógicos e o Fórum Municipal de Educação com pais e/ou responsáveis legais dos estudantes contemplados no projeto.

O momento ainda contou com a participação do subsecretário da Educação, Adalton Santos, do vereador Jamelão, além dos profissionais representantes da equipe técnica que compõe a Seduc.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.